Destaque, Sem Categoria

História das Correias Transportadoras

Que as correias transportadoras estão entre os itens mais utilizados em diferentes setores de indústria, são extremamente seguras e responsáveis por aumentar a produtividade das empresas, muita gente já sabe. O que quase ninguém tem ideia é de como, quando e onde as correias surgiram.

O registro das primeiras correias transportadoras nos remetem à Inglaterra da segunda metade do século XVIII, resultado dos avanços tecnológicos da Revolução Industrial. No início, eram construídas com lonas, couros ou borrachas que deslizavam sobre superfícies planas de madeira. Tratavam-se então de equipamentos rudimentares para transporte de cargas e utilizados, particularmente, em padarias e matadouros.

Posteriormente foram empregadas para o transporte de cereais para os navios, em distâncias relativamente curtas. Aos poucos as correias foram sendo aperfeiçoadas e em 1804, a Marinha Britânica instalou uma correia transportadora acionada por máquina a vapor.

No início do século XX, a Sandvik, empresa sueca, inventou as correias transportadoras com carcaça de cabo de aço, que passaram a ser utilizadas para o transporte de areia, carvão vegetal e cana-de-açúcar.

Ao longo de todo o século XX, o sistema foi sendo aperfeiçoado progressivamente, ampliando ainda mais a sua utilização entre os mais diversos segmentos industriais.

Na 2ª Guerra Mundial, devido à escassez de recursos naturais, o material sintético foi introduzido como item na composição das correias. Neste período, em um pequeno galpão em Jundiaí (SP), em 1945, nascia a Correias Mercúrio.

Ao longo de mais de 75 anos, a Mercúrio tem muito orgulho de fazer parte dessa história de evolução contínua das correias transportadoras, transformando-se em uma das mais importantes fornecedoras de correias do mundo, líder absoluto do segmento no Brasil e maior fabricante da América Latina.

Correias Transportadoras, uma história secular de evolução e desenvolvimento, ajudando a transportar riquezas e alimentos por todo o mundo!

Fale com nosso especialista